Passo a passo de como participar de uma licitação

Passo a passo de como participar de uma licitação

Para as empresas, participar de licitação pública pode ser um nicho muito vantajoso. No entanto, esse é um caminho que pode parecer complexo para os gestores que ainda não têm experiência com a burocracia e os trâmites exigidos no processo para que uma companhia entre, de fato, na disputa dos editais.

Esse receio pode fazer com que muitas pessoas percam grandes oportunidades de firmar contratos vantajosos e duradouros com a Administração Pública. E para ajudar você nessa tarefa, explicaremos o passo a passo de como participar de uma licitação. Está pronto para essa nova etapa da sua empresa? Então, continue a leitura e confira o nosso material até o fim!

Prepare a documentação da empresa

A primeira providência que você deve tomar para que a sua empresa possa participar de licitações públicas é regularizar toda a documentação necessária para iniciar o processo. Isso é exigido para a sua organização conseguir se inscrever nos órgãos que cadastram as fornecedoras de produtos e serviços para a Administração Pública.

Os documentos devem comprovar a habilitação jurídica, regularidade fiscal, qualificação técnica e a inexistência de funcionários com menos de 16 anos. Portanto, veja, detalhadamente, qual é a papelada necessária que você precisa separar para participar de licitação:

  • habilitação jurídica: a empresa deve apresentar o contrato social e o registro comercial; 
  • regularidade fiscal: apresentar o CNPJ, certidões negativas de débitos e tributos, prova de inscrição no cadastro de contribuinte e Certificado de Regularidade do FGTS (CRF); 
  • qualificações técnicas: você deve atestar que a sua empresa tem habilidades consideradas suficientes para prestar serviços à União.

Portanto, você deve apresentar o balanço patrimonial da empresa, a prova de atendimento de requisitos previstos na legislação específica e a declaração de cumprimento à lei que proíbe o trabalho insalubre ou noturno a menores de 18 anos de idade.

Faça seu cadastro nos órgãos competentes

Agora que você está com a papelada em ordem para participar de licitações, é hora de fazer o seu cadastro nos portais de compras e de fornecedores da Administração. Essa é a única forma de receber os alertas dos editais oferecidos e os anúncios referentes aos produtos e serviços que a União busca.

O principal órgão é o SICAF — Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores —, que é a entidade que permite a participação de uma empresa em licitações do Governo Federal. Além dele, também é possível se cadastrar nas associações estaduais e em outras plataformas de pesquisa de edital.

Faça um estudo sobre o edital

Agora que você pesquisou e encontrou os editais disponíveis nos portais, é hora de estudá-los. Analise todos aqueles que sejam congruentes aos produtos e serviços oferecidos pela sua empresa e veja quais são as exigências.

Além disso, é muito importante que você fique atento ao tipo de licitação do documento, que é o que determina quem será o ganhador do pregão. Por isso, é preciso ler bem o edital, já que é o seu entendimento que fará com que a proposta elaborada pela sua empresa tenha chances de ser a vencedora.

Prepare-se para a fase de habilitação e classificação

Nessa fase classificatória é preciso ficar bastante atento aos detalhes. Isso porque, para garantir o seguimento do processo, é necessário que a empresa interessada em participar de licitação cumpra todas as regras rigorosamente, sob pena de ficar fora da disputa.

Embora pareça básico atender aos critérios, muitas empresas são eliminadas ainda nessa fase. Isso porque muitos gestores não ficam atentos às exigências do edital e preferem concentrar as suas energias na correria com a busca pela licitação, com a documentação completa e com as demais atividades empresariais.

Dessa forma, para que você não seja desclassificado antes mesmo do início do certame, não deixe de ir atrás das informações e de preencher os requisitos que são exigidos pela Administração Pública. 

Elabore uma proposta

Identificou um edital vantajoso para a sua empresa? Então prepare uma proposta que atenda aos requisitos da União. Além disso, observe o preço de referência e tenha a certeza de que você pode, de fato, oferecer o que está sendo pedido — o ideal é que seu custo não fique muito distante do valor de referência, pois isso é levado em conta pelo governo.

Além disso, garanta que toda a documentação esteja anexada, já que qualquer pendência pode fazer com que a sua empresa seja desclassificada do processo. E não se esqueça, também, de que essa etapa pode ser diferente dependendo da modalidade e do tipo do certame.

Os pregões, por exemplo, exigem que as propostas sejam feitas em uma sessão pública, onde são elas apresentadas e os valores para o produto ou serviço são declarados. Nessa modalidade não existe um limite de valores, uma vez que o menor preço é definido por meio de lances.

Já as licitações do tipo melhor técnica e preço, por exemplo, demandam que as empresas apresentem as propostas técnicas em envelopes lacrados. Depois disso, elas são avaliadas por uma comissão especial de profissionais.

Cumpra as exigências se for vencedor

Agora que você seguiu os primeiros passos de forma impecável e venceu a licitação, é hora de trabalhar ainda mais! A empresa vencedora tem a obrigação de entregar os produtos e serviços dentro do prazo presente no edital. No caso de não ser condizente, a troca deve ser imediata e todas as despesas devem ser pagas pela organização.

Outra obrigação da empresa vencedora é de se responsabilizar por eventuais prejuízos causados à Administração por sua culpa, além do dever de prestar esclarecimentos sempre que lhe forem solicitados.

Essa, embora pareça a fase final, pode ser só um início de um contrato de sucesso e de uma parceria estável com a União. Por isso, seja criterioso e preze pela qualidade do produto ou serviço que você está prestando.

Utilize uma plataforma especializada para as próximas licitações

Para encontrar licitações vantajosas e que se adaptam ao seu ramo, uma dica é utilizar uma plataforma especializada, criada para facilitar a pesquisa de ofertas e para acompanhar a criação de novos processos. Nos resultados, tudo de acordo com objetos que sejam condizentes com o produto ou serviço que sua empresa oferece.

As plataformas mais eficientes podem pesquisar cerca de 700 portais e fontes de licitação. Por meio de robôs e de mapeamento de editais, é possível encontrar até 8 mil oportunidades em um único dia! Contudo, para que funcione de uma maneira eficiente, além de se cadastrar, é necessário que você digite palavras-chave que representem seu negócio.

A automação da busca centraliza as informações, fazendo com que você ganhe tempo e consiga otimizar todos os processos. Depois disso, basta procurar e torcer para encontrar uma licitação que seja vantajosa para você.

Agora que você entendeu o passo a passo de como participar de licitação, aproveite para saber mais sobre o assunto e garantir o sucesso da sua empresa. Leia nosso post sobre o prazo de publicação de licitação de acordo com a modalidade e tire as principais dúvidas sobre o assunto!

 

Compartilhe