Tipos de licitações: conheça quais são eles

Tipos de licitações: conheça quais são eles

Muitas pessoas que entram no mundo licitatório ainda têm dúvidas a respeito de como é feita a contratação e quais são as diferenças entre os tipos de licitações. As licitações são escolhidas sem subjetividade, ou seja, a seleção é feita por meio de um critério claro e transparente. Por isso, é essencial sempre ficar atento ao edital e entender como funciona a escolha da empresa ganhadora.

Para ajudar você a entender um pouco mais sobre o assunto, preparamos este artigo detalhando os tipos de licitações e como eles funcionam. Confira agora e tire suas dúvidas!

Menor preço

As licitações de menor preço são as mais comuns. Como o nome antecipa, essas licitações priorizam a proposta mais atrativa no quesito valor. Mas não basta entrar na disputa com um valor muito abaixo do mercado; é preciso atender às exigências do edital. 

Em geral, esse critério é adotado quando a administração necessita de produtos e serviços mais simples, sem grandes complexidades técnicas. Apesar disso, alguns requisitos devem ser atendidos para evitar que empresas sem experiência ou competência participem de concorrências que possam prejudicar a população ou as pessoas que vão utilizar o objeto em questão.

A administração jamais deve abrir mão da qualidade para adquirir o menor preço. Por conta desse paradoxo, o edital deve especificar todas as condições necessárias para que o objeto licitado seja aceito.

Melhor técnica

Esse tipo de licitação acontece quando o objeto licitado necessita de alta qualidade e técnica. É indicado para quando existe a necessidade de trabalho intelectual, principalmente na elaboração de estudos técnicos, projetos, cálculos, supervisão, gerenciamento, fiscalização e consultorias em geral.

Em resumo, é quando o objeto precisa, indispensavelmente, da atuação do ser humano como profissional.

O edital deve especificar exatamente o que será avaliado na licitação de melhor técnica. Avalia-se, também, a experiência e  capacitação do proponente, já que uma falha pode acarretar prejuízos para a administração.

Nessa categoria, portanto, não cabe aos examinadores selecionar as propostas com preços mais atrativos.

Técnica e preço

Essa categoria de licitação é parecida com a de melhor técnica, ou seja, é utilizada quando existe uma necessidade grande de conhecimento técnico e intelectual a respeito do objeto que será contratado pela administração. A diferença, entretanto, está no fato de que outros fatores também são analisados para definir a empresa classificada. 

Para participar, os licitantes devem apresentar três envelopes, contendo documentação de habilitação, proposta técnica e proposta comercial (o preço).

Posteriormente, são avaliadas as características da proposta de acordo com as exigências do edital, que podem ser a experiência do proponente, a qualidade técnica do objeto, a experiência das equipes, entre outras.

Cada uma dessas análises tem um peso diferente, também de acordo com o que foi divulgado no edital. A empresa classificada será aquela que tiver a melhor média das notas de proposta técnica e proposta de valor.

Em geral, esses dois critérios têm o mesmo peso, a menos que a administração justifique a necessidade de que a nota técnica seja maior que a nota de preço.

Maior lance ou oferta

As licitações de maior oferta são específicas para casos de alienação de bens materiais ou concessões do direito de uso de espaços e serviços públicos.

É quando os licitantes vencedores apresentam o maior lance ou a maior oferta, como em um leilão, garantindo maiores rendimentos à administração. Para entender melhor, é quando a administração é quem oferece o objeto, sendo vencedora a empresa que oferecer maior valor para essa aquisição. 

Entender os tipos de licitação é fundamental para as empresas que querem participar dos pregões. É importante estar atento ao que pede o edital, para garantir uma melhor experiência e aumentar as chances de classificação.

Agora que você entendeu como funcionam e quais são os tipos de licitações divulgados pela Administração Pública, aproveite para ler nosso artigo a respeito da documentação completa exigida nos processos licitatórios e esteja preparado para sua próxima concorrência!

Compartilhe